Farinha biológica

Nem tudo é farinha do mesmo saco!

De certeza que já te perguntaste para que servem algumas farinhas, como a farinha de coco ou a farinha de banana.

Neste artigo explicamos-te quais as características das nossas farinhas e como as podes utilizar no teu dia-a-dia.

Farinha de alfarroba

De cor castanha e sabor doce, a farinha de alfarroba é um excelente substituto do chocolate em receitas de bolos e bolachas. A sua aplicação é diversa podendo usar-se na elaboração de bolos, salames, tartes, biscoitos, bolachas, sobremesas, papas, cremes, batidos, smoothies ou até mesmo pão. É naturalmente isenta de glúten e muito rica em fibra.

Farinha de amêndoa

A farinha de amêndoa pode ser usada em bolos, tartes, bolachas, biscoitos, macarons, sobremesas ou até pães. Pode ainda utilizar-se em substituição do pão ralado nas receitas.

Pela ausência de glúten, a farinha de amêndoa não se comporta da mesma forma que a farinha de trigo. De uma forma geral, os preparados com farinha de amêndoa ficam mais densos e pesados. Para conservar a farinha de amêndoa, evitando que fique rançosa, aconselhamos-te a guardá-la no frigorífico durante 6 meses

Farinha de arroz

Isenta de glúten e de boa digestão, a farinha de arroz é excelente para engrossar molhos e cremes conferindo um aspeto brilhante. Também é ótima para ajudar a “ligar” a massa de almôndegas e hambúrgueres.

Farinha de aveia

A farinha de aveia pode ser usada em panquecas, waffles, pães, papas, bolos, scones, e ajudar a formar a massa de hambúrgueres ou almôndegas. Pode ser utilizada também para engrossar molhos e sopas. Apesar de conter glúten, esta farinha não se comporta da mesma forma que a farinha de trigo, pelo que os bolos e pães feitos só com farinha de aveia tendem a não ficar tão fofos.

Farinha de banana madura

De sabor doce e característico, a farinha de banana é perfeita para adoçar naturalmente. Pode por isso ser usada como substituto do açúcar e na confeção de pães, bolos, biscoitos, panquecas e waffles. Contudo, por não conter glúten, a farinha de banana tende a deixar os bolos mais baixos e húmidos.

Farinha de coco

A farinha de coco é uma alternativa interessante à farinha de trigo convencional pois tem baixo índice glicémico, um alto teor em fibra e proteínas, o que faz com que seja um alimento saciante. Para além disto, é adequada a pessoas intolerantes ao glúten, celíacas ou que evitam alimentos com esta proteína.

Pode ser utilizada tanto em receitas doces como salgadas. Apesar de ter um leve sabor a coco, combina muito bem com outros alimentos, não sobressaindo o seu sabor.

Na sua utilização como substituto de qualquer outra farinha, sugerimos peneirar antes de usar de forma a melhorar a textura. Por ser naturalmente rica em fibra, esta farinha absorve muito mais água. Sugerimos a adição de maior quantidade de líquido do que o normal para não secar o preparado.

A Farinha de Coco é muito utilizada na dieta Paleo, principalmente na confeção de pães, bolos, biscoitos ou muffins. No entanto, também é bastante usada como ingrediente em mueslis, granolas, batidos, smoothies, panquecas ou waffles.

Farinha de espelta

Nutricionalmente semelhante ao trigo comum, a farinha de espelta é uma excelente fonte de hidratos de carbono de absorção lenta e fibra, contribuindo para aumentar a sensação de saciedade e regulação do intestino. Pode ser utilizada em substituição da farinha de trigo na proporção 1:1. Apresenta um sabor levemente adocicado que combina muito bem em receitas de panquecas, waflles, bolos, biscoito e até mesmo de pães.

Farinha de milho

A farinha de milho é uma excelente fonte de hidratos de carbono e baixa em gordura sendo por isso de fácil digestão. Por não conter glúten pode ser consumida por doentes celíacos, intolerantes ao glúten ou por todos aqueles que pretendem evitar esta proteína na sua alimentação.

Pode ser utilizada na confeção de bolos, pães, papas, biscoitos, broas e até para panar. É utilizada na confeção de receitas tradicionais como a broa de milho ou o xerém (papas de milho tradicionais do Algarve). É muito utilizada na cozinha cabo Verdiana e na sul americana.

 

Agora que já sabes mais sobre as nossas farinhas, põe a mão na massa e experimenta novos sabores.

Artigo

Uma alimentação saudável não tem de ser demorada, nem sem sabor.

Artigo

Uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental na manutenção de níveis no